sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

I've lost all my hopes by now...


Dizem a genética, o sociólogo, o filósofo, o biólogo e todo mundo que você conhece que o homem é o animal mais evoluído do planeta, tanto que nem o chamam mais de animal – sempre que há alguma generalização em algum livro ou texto, os termos são sempre “blá blá bla, os animais e o homem”. 

Talvez para os autores desses textos, ser chamado de animal é uma ofensa. Pra mim não é. Filogeneticamente, eu sou, e assumo, um animal. Mamífero, mais especificamente falando. Agora, não me venha com esse papo de evolução intelectual que eu não compro. Nessa parte, pra mim, o homem é o bicho mais primitivo e cretino que existe. 

O homem manipula as emoções: As próprias e as dos outros. O homem se faz chorar porque tira as próprias conclusões antes de perguntar aos outros o que realmente aconteceu – faz os outros chorarem porque não pensa nos outros quando vai agir. 

O homem é malicioso e egoísta: Cria intrigas mentais e sociais para desestabilizar qualquer relação amigável que exista entre dois seres humanos. O homem se acha tão evoluído que esquece que o universo não tem centro, e começa a pensar que o próprio umbigo tem toda a força gravitacional para o mundo girar à sua volta.

O homem é mau. Finge que gosta das pessoas, mas apunhala pelas costas os “amigos” na primeira oportunidade que encontra.

E dentre os homens, a pior raça é a feminina. Eu sou mulher e me incluo (em partes, senão esse jeito de ser da maioria não me irritaria) nessa definição: Mulher é o ser mais vil, mentiroso, falso e hipócrita que pisa na Terra de hoje. Desculpa, não se ofenda. É verdade.

Mulher sorri pra você, querendo te matar; Mulher te elogia, mas pensa que você está parecendo uma puta; Mulher olha pra você com ternura, mas no fundo deseja que você se ferre! Mulher é falsa, não mede consequências para conseguir o que quer; Não mede esforços e não liga quem vai ficar por baixo para ela conseguir chegar onde quer.

Quando eu digo que perdi a fé na humanidade, as pessoas olham pra mim com espanto e dizem “Noooossa, como você é amarga”. Não sou, sinto muito. Eu vejo o mundo se perdendo em hipocrisia e tenho coragem de falar. Se você não tem, não é problema meu. Mas pare e olhe a seu redor: Diga se você conhece alguém que não seja mau, vil, hipócrita, falso, mentiroso, perigoso... E não me venha com papo de deus ou Jesus porque estou falando de gente viva – e deus nem se enquadra no quesito gente, anyway.

Sei que o ano de 2010 foi o ano de comer o pão que o diabo amassou. E ainda faltam 21 dias para acabar esse ano maldito.

4 comentários:

  1. Assino embaixo, sem tirar nem por.

    ResponderExcluir
  2. Você não é mamífera mais. Leite off. rs

    Sim, como aquela nossa conversa: certeza que os homens estão virando gays porque acham as mulheres insuportáveis.

    ResponderExcluir
  3. Poucas vezes eu vi um textos com constatações tão sinceras. Eu também perdi a fé de ver um mundo melhor. Uma frase de Hobbes cai muito bem aqui : "O homem é o lobo do homem". Sugiro que leia o meu texto "O fim dos malditos frutos". Fala sobre intorelância.Está no meu blog. Beijo !

    ResponderExcluir
  4. Você compartilhou esse texto no fb, eu li de novo, pensando que era novo... E ia fazer o mesmo comentário imbecil sobre os mamíferos hahauahuahauh

    Como eu sou previsível!

    ResponderExcluir