terça-feira, 1 de março de 2011

Dieta do Glúten - Parte 1: Oi, meu nome Heloísa e eu comi um pão.

Ahhh!!

Depois de muito pensar, e de muito pesar os prós e contras, eu decidi que a melhor coisa a fazer seria voltar a comer o tal do glúten, pra que ninguém fique me chamando de neurótica quando eu evitar comer qualquer coisa que possa estar contaminada com a proteína, já que eu não tenho uma biópsia que confirme a doença ou não.

Hoje de manhã, dia 01/03/2011, eu fiz meus exames pré-dieta com glúten. Neles vou fazer uma quantificação de anticorpos ANTES de passar três meses comendo como uma pessoa normal: Salgadinhos, pizzas, lanches, pães (FRANCESES!!!) e muitas outras coisas que vocês nem fazem idéia (ideia?) que tive de deixar de comer.

Comecei em grande estilo, comendo aquilo que TODO celíaco sente mais falta na restrita dieta glúten free: Um pãozinho francês. E adoro pão cascudo e torradinho.

E tava do jeitinho que eu sempre gostei.

Essa é a primeira experiência depois de um ano. Fazia mais de um ano que não comia pão francês.

Se os sintomas voltarem, eu relato aqui. 

E relato também a minha felicidade de voltar a comer coisas que nunca mais achei que fosse comer.

Estou feliz? Estou. Se for a última vez que eu vá comer essas coisas, sei que aproveitarei feliz cada dia desses três meses, por mais que doa e por mais enxaquecas que eu tenha.



10 comentários:

  1. Não tenho gostado tanto de pão francês quanto antes. Acho que porque os pães que andam comprando aqui em casa não são tão bons.

    Tô feliz por você. Aproveita esse tempo, se for só um tempo.

    ResponderExcluir
  2. Uau! Que emoção! Poxa, quando viajei para fora fiquei meses e meses sem comer pão frencês... senti tanta falta! Claro que não sei o que é ficar sem comer tudo o que vc teve que parar de comer! Mas deve ser uma alegria imensa! Estou feliz por vc!!! =)

    ResponderExcluir
  3. Que o seu organismo reaja bem e que não seja só um período de "folga".

    Os filhos de uma amiga tinham alergia a qualquer proteína animal. Uma até foi para a uti por isso. A mãe só descobriu que eles já não eram intolerantes qdo comeram churrasco escondidos, quase adolescentes, rsrsrs.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. Pizza, oh lord. Viva de pizza por enquanto.

    ResponderExcluir
  5. Aproveite! Coma essas coisas sem avisar ninguém, e veja quantas pessoas estranham. hahahaha

    E que você possa continuar comendo gluten sem preocupações.

    ResponderExcluir
  6. huhauhauhauhahua

    Meu próximo post será sobre a diversão de ver as pessoas reagindo a cada garfada.

    Tá sendo engraçado.

    ResponderExcluir
  7. Pizza, oh lord. Viva de pizza por enquanto.[2]
    Vai lá, Helô!!!!

    ResponderExcluir
  8. Helo, vou acompanhar o diário...
    Adorei...
    Sei o quanto esta decisão foi difícil, então aproveite.
    Ah! só uma correção. Nós não comedores de gluten também somos normais. Em outro post troque pessoas normais por pessoas glutenívoras.
    O normal paleontologicamente falando é uma alimentação variada e sazonal. Comer trigo entre 14 e 35 vezes por semana, como é frequente atualmente é o que eu (e apenas eu) não acho que seja normal, equilibrado e saudável.

    ResponderExcluir
  9. hahaha! Adorei o termo glutenívoros! uahauhauha

    Bem, eu disse normal porque para o mundo eu sou um anormal - mas não me sinto assim... rs

    Acho que essa semana posto mais alguma coisa sobre a dieta.

    obrigada, Flávia! Ajudando sempre =D

    ResponderExcluir
  10. Olá!!! Aaaaiii, pãozinho... Hj eu cheirei um!!! Meu noivorido comeu e eu cheirei pra lembrar... Qto tempo eu não sei o q é isso... Boa sorte, Helo!
    Malu Ayello

    ResponderExcluir