sexta-feira, 18 de março de 2011

Dieta do Glúten - Parte 2: Comendo. E comendo, comendo...


Buenas, navegantes!

Devo admitir que estou relapsa no meu diário de bordo sobre doença celíaca por um único motivo: Achei que os sintomas seriam imediatos, mas não estão sendo. Aliás, com o pouco de coisas que estou sentindo, diria que estou assintomática.

Muitas pessoas me perguntaram o porquê de eu voltar a consumir glúten, sendo que eu estava tão bem, então achei interessante colocar uma explicação aqui no blog.

O verdadeiro motivo que me fez querer fazer a biópsia foi único e simplesmente o social. Eu comecei a me incomodar demais com as pessoas incomodadas com a minha situação. Parece estranho, e pode até ser, mas a minha vontade de comer glúten não foi o principal motivo. No meu último post de 2010, quando dei um “esporro” por causa de uma festa em família, eu percebi que enquanto a minha situação deixava os outros sem graça por pensarem que não tinham se lembrado de mim e feito algo sem glúten, eu me incomodava mais com o incômodo dessas pessoas, do que com a suposta falta de atenção.

Decidi fazer a biópsia porque se eu for só intolerante a glúten, eu poderei comer qualquer coisa em meio social, sem precisar me preocupar com incômodo alheio. Obviamente, eu sei que tenho problemas com o glúten, e isso não significa que uma biópsia negativa vai abrir as portas pra eu voltar a comer pão, pizza, massas, chocolates e tudo o que tem na prateleira do supermercado, mas vai deixar eu me permitir comer uma batata frita em um barzinho, por exemplo, sem peso na consciência de pensar “Será que o óleo era só pra fritar batata frita?” - by the way: NUNCA é.

Por enquanto, já comi de tudo. Essa semana até brinquei que voltar a comer glúten libertou o monstro ogro que existe dentro de mim, porque estou esfomeada e comendo tudo o que é bom e engorda! Até falei, brincando também, que seria melhor meu intestino começar a atrofiar logo pra eu não absorver tudo o que estava comendo, porque certamente estarei com alguns quilinhos a mais na semana que vem.

Sintomas? Ainda são raros. Eu não desenvolvi sinais (dermatite herptiforme) antes, mas tive alguns sintomas clássicos: Prisão de ventre, intestino descontrolado, gases, enxaquecas, dor e distensão abdominal, fraqueza, irritabilidade e falta de ânimo. Não estou com nenhum desses ainda. Algumas vezes sinto meu intestino (pode rir, mas você sente seu intestino em condições normais? Não, né? – Então, eu costumo dizer que quando um órgão dá sinal de vida e você se lembra de que ele está lá, é porque alguma coisa tem. Vide o útero, quando você tem cólicas).

A única – e única coisa mesmo – que me deixou intrigada até agora foi o exame de sangue que eu fiz, antes de voltar a comer glúten. Embora eu tenha dado umas escapadinhas antes de fazer o exame, quando já tinha tomado a decisão de que iria voltar a comer glúten, elas foram raras – mas eu parei de me importar muito com a contaminação cruzada, e acho que isso colaborou. Anyway! O que me deixou intrigada foi uma leve elevação no meu antigliadina IgG – o mesmo e único que fez meu ex-médico supor que eu tinha a doença celíaca, mesmo sem a biópsia. Percentualmente falando (relação entre o meu índice sérico do anticorpo e os valores de referência), quando fiz o exame em 2010, antes do diagnóstico, meu anticorpo estava 5,2% acima do normal. Dessa vez, ele está 26,4%.

Como já disse, a batalha mais difícil de vencer para voltar a comer glúten foi reintroduzir os alimentos na minha casinha. Eu moro sozinha, e só entrava glúten lá em casa quando meus pais iam me visitar – o que é raro. A dor no coração de colocar um pão no meu grill foi imensa, mas minha máquina de pão permanecerá intacta.

Eu voltei a comprar alimentos com glúten, mas farinha de trigo eu me recuso a comprar. Farinha de trigo não entra em casa. Aquele pozinho maldito que impregna em tudo quanto é canto não vai fazer parte do meu estoque. Quando eu precisar utilizar farinha, utilizarei a minha, sem glúten. Estou comendo tanta coisa com glúten, que isso realmente não vai fazer diferença.

Um comentário:

  1. Nem me fale em comer. Estou sonhando com aquele bolo de limão da doceria daí. =~~ E com o sorvete que eu não tomei.

    ResponderExcluir