quinta-feira, 26 de maio de 2011

a menina que não sabia enxergar


Ela o idealizava como o príncipe dos seus sonhos, embora ele não fosse príncipe, nem quisesse ser protagonista dos sonhos dela...

Ela se enganava a cada novo dia com as histórias que contava para si mesma, com os diálogos que travava, mentalmente, com ele. Ela se iludia com as risadas que ele dava quando saía com ela, e se negava a acreditar que ela não pertencia àquele papel.

Ele? Ele não sabia que ela enlouquecia por dentro, e que o queria muito mais do que um amigo. Bem, se sabia, fingia que não, e assim continuava a alimentar tristemente a história irreal e virtual daquela pobre moça, que vivia de olhos fechados para a realidade, buscando sempre transformar seus sonhos em um pingo de verdade.

Com os olhos bem fechados, a menina-moça continuou sua trajetória. Aos trancos e barrancos, ela passou por cima de uns, deixou alguns outros para trás, e seguiu um caminho que achava ser o que a levaria direto aos braços dele. Mas a voz dele silenciou-se dentro da mente dela, e tudo ficou muito quieto...

Foi quando ela abriu os olhos e viu que estava perdida e só, no meio de um nada sem ninguém. Foi quando percebeu que passara por cima daqueles que a queriam por perto e a tentaram ajudar, para seguir o caminho que ela jurava ser o seu, mas não era.

Quando ela abriu os olhos, já era tarde demais. Nem ele, nem mais ninguém estava lá. Ela perdera tudo. E todos.


6 comentários:

  1. Com certeza esse caminho de espinhos e decerto algumas rosas a fez mais forte para ir em busca dos que verdadeiramente importam.

    ResponderExcluir
  2. E assim, a gente vai aprendendo. Tentando acertar.

    ResponderExcluir
  3. E lendo a gente vai se achando e perguntando: dá pra acordar agora?

    ResponderExcluir
  4. sempre dá, Kami, mas só depende da gente... rs

    ResponderExcluir
  5. Incrível a capacidade de um punhado de palavras fazer você pensar tanto no que acontece com a sua vida. Tem vezes que a gente tenta de qualquer forma se relacionar com aquilo que tá escrito, e quando encontra alguma coisa, parece que o texto foi escrito pra você.

    Em certos momentos é melhor estar só pra poder ter a paz necessária para se achar. O difícil é conseguir isso sem perder todos de vista.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto e o novo layout do seu blog!
    BjO!

    ResponderExcluir