segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Discussão - Experimentação

"Ué, mas você toma remédio para dor de cabeça, para dor de garganta, toma antibióticos, passa pomada, gelol, cataflan. Seu pai vive porque toma remédio para controlar a pressão. Sua mãe, porque controla o colesterol à base de medicamentos, e você é contra a experimentação animal?"

"Sim. Há alternativas. Sou contra qualquer tipo de experimentação"

"Há alternativas para simular um sistema cardiovascular? Por favor, me diga qual"

"Ah... Não sei. Não estudei pra isso, mas sei que existe."

"Você entende a complexidade fisiológica que é a homeostase do sistema cardiovascular? Entende tudo, desde os hormônios que atuam, até todos os distintos tipos celulares que compõem todo o sistema circulatório e cardíaco que poderiam interferir em um tratamento?"

"O quê? Eu já disse que não estudei para isso."

"Então como você afirma que as supostas alternativas são eficazes?"

"Ah... Eu não afirmo, mas devem ser, né? O homem já deve ter descoberto como simular o corpo humano, só não usam esse simulador porque matar animal é mais barato"

"O que você entende sobre variabilidade genética?"

"Sobre o quê?"

"Variabilidade genética. Aquela "coisa" de existirem variações no genoma que fazem com que um organismo não se comporte necessariamente igual ao outro"

"Ah... Nada. Não estudei pra isso. Sou contra a experimentação e acho desnecessário." 

"E você não se medica? Acha que tudo o que você já consumiu em farmácias e todas as vacinas que você tomou foram descobertos como? E produzidos?" 

"O homem já não precisa mais disso tudo. Olha onde já chegamos, tudo o que sabemos. Não precisa mais de animais."

"Então quer dizer que só porque você não tem doença de Chagas, leishmaniose, esquistossomose, HIV, ou qualquer doença autoimune, você não precisa de novos medicamentos, mas quem precisa e vive na esperança de um dia se livrar do lupus, da aids pode morrer sofrendo, porque você não tem essas doenças e não quer mais experimentação animal, é isso?" 

"Não foi isso que eu quis dizer. Os animais não precisam sofrer para o homem viver."

"Foi isso sim. Inconscientemente, pra você, não importa se outra pessoa tem alguma doença que você não tem, porque é isso que a ciência quer curar e você é contra"

"Eu não sou contra a cura. Eu sou contra o uso de animais para experimentação!" 

"E como você acha que descobrem a cura de doenças? Jogando o remédio no bicho, in vitro, e vendo se ele morre?"

"Mais ou menos isso"

"Sério. Vá estudar fisiologia e farmacologia para entender mais"

"Só porque eu sou contra uma causa, eu não preciso estudar para defender meus ideais"

"Sinto muito, amigo, mas você precisa sim. Se você quer defender uma causa com dignidade, você precisa argumentar com propriedade e saber o que defende. E você não sabe nada de farmacologia e fisiologia. Você acha que quando toma paracetamol, o remédio sai passeando pela sua corrente sanguínea e sabe onde tem que parar para eliminar a dor, e só age ali e nada mais. Sua concepção de biologia é infantil"

"Eu não sei como ele age, mas sei que o homem saberia descobrir sem usar animais. Por que não usar humanos, então? Por que esse especismo? Por que só animais precisam morrer?"

"Ok, então que você acha de começar a produzir filhos a partir de agora e doá-los todos a labroatórios de pesquisa para fazermos os testes? E que tal se voluntariar a ser infectado com HIV para testarmos um novo coquetel de antiviral que promete eliminar o vírus, mas pode ser que te mate intoxicado?" 

"Mas você pode fazer o teste em quem tem HIV, não precisa me infectar pra isso."

"Quer dizer que quem tem HIV merece correr o risco de morrer para o teste do remédio, só porque ele já tem o vírus, é isso?" 

"Não. Mas ele vai morrer de qualquer jeito se não testar, então..." 

"Então a vida de um humano vale menos que a de um animal para você. E se esse humano fosse seu pai? Ou se fosse você?"

"Eu com certeza me candidataria ao teste"

"Claro, mas só se estivesse infectado"

"Sim, para que eu me infectaria com uma doença que não tem cura e poderia me matar?"

"Para salvar outras vidas! É isso que os cientistas fazem todos os dias quando experimentam em animais! A ciência não pode depender de encontrar voluntários a morrerem por uma causa para salvarem outros na mesma condição. Não são todos que pensam como você, que defendem os mesmos ideais que você. Uma mãe chora e prefere ver um cãozinho sacrificado para salvar o filho que tem câncer, a vê-lo morrer caquético em uma cama de hospital."

"Não importa. Eu sou contra."

"É... Não importa. Realmente você não se importa."

Nenhum comentário:

Postar um comentário